agenda de fornecedores

Como criar e organizar uma agenda de fornecedores?

A maioria das organizações conta com uma multiplicidade de fornecedores para auxiliá-las nas suas operações diárias. Toda a empresa pode se beneficiar de uma categorização pontual desses fornecedores para que possa avaliá-los e compará-los. Se a sua empresa está construindo um sistema de gerenciamento de fornecedores e ainda não pensou sobre a melhor maneira de os organizar, aqui está uma abordagem a considerar:

Organização dos fornecedores

Na maioria das organizações, a categorização típica cai em cinco segmentos principais de fornecedores. Essas categorias são as seguintes:

  • Finanças e Administração
  • Recursos humanos
  • Tecnologia da Informação
  • Vendas e Marketing
  • Operações da Cadeia de Suprimentos

Uma vez que o esquema de classificação acima foi criado, a sua empresa pode começar a atribuir fornecedores a um ou mais segmentos. Por exemplo, um fornecedor que é usado para automatizar mensagens de marketing direto para potenciais clientes pode estar no segmento de tecnologia da informação ou no de vendas e marketing. Também se pode atribuí-lo a uma única categoria com base na equipe mais diretamente responsável pelo gerenciamento desse fornecedor.

O benefício de uma abordagem baseada no mercado para organizar os fornecedores da sua empresa é que os grupos permitirão melhores comparações dentro deles. Então, quando a sua empresa estiver revisando seus fornecedores de hardware de TI, por exemplo, pode ver suas informações como um grupo e comparar um fornecedor com outro, o que permite identificar fornecedores líderes. Uma vez que a sua empresa organizou seus fornecedores em segmentos, deve pensar em modelos de processo e desempenho adequados para sua função de gerenciamento de fornecedores.

Finalmente, uma operação de gerenciamento de fornecedores deve ter um modelo de dados para avaliar o desempenho de cada fornecedor:

Dados de desempenho: essa é uma informação operacional que permite comparar o desempenho real com uma meta mensal ou trimestral. As categorias mais comuns aqui são custo, inovação, qualidade e tempo de entrega. Na categoria tempo de entrega, a sua empresa pode medir a eficácia das entregas no prazo estabelecido e compararcom um nível mínimo de desempenho aceitável.

Dados de experiência: os dados de experiência são mais um indicador líder de desempenho operacional que tende a ser importante no futuro.

Dados de reputação: Esse dado é muito importante no mercado das mídias sociais e internet. A reputação pode ajudar a sua empresa a manter-se atualizada sobre o que outras empresas estão falando sobre o seu fornecedor no mercado.

Dados de risco: Esse é um dado que classifica o fornecedor em vários elementos de risco, como risco de TI ou risco financeiro, por exemplo.

É importante garantir que a sua empresa tenha um modelo de dados que seja completo, mas flexível, para incorporar elementos exclusivos, que sejam importantes em cada grupo de fornecedores.

Em última análise, organizar os fornecedores da empresa é o primeiro passo para gerenciá-los de maneira que a sua empresa possa obter mais deles. Evoluir para o rigor no processo de gerenciamento do desempenho fará de sua operação de gerenciamento de fornecedores um processo estratégico, ao mesmo tempo em que retorna valor intangível, como o aumento da colaboração entre fornecedores, inovação e flexibilidade.

E você? Gostou das dicas? Se foram úteis pra você, compartilhe-as com seus contatos!

Deixe um comentário:

Newsletter

Receba todas nossas novidades