sustentabilidade

Sua empresa é eco-friendly? Veja como se adaptar ao conceito

Eco-friendly aparentemente é uma daquelas palavras quase auto-explicativas, cujo sentido a gente acredita já ter compreendido somente ao ouvi-la. Nem tanto. Por trás de um termo simples e direto estão uma série de atitudes, medidas e comportamentos que precisam ser seriamente colocados em prática para que a palavra realmente faça sentido.

Para as empresas, especificamente, é muito mais do que uma estratégia de marketing ou um recurso para trabalhar a imagem institucional.   

Afinal, o que significa eco-friendly?

Em uma tradução direta e objetiva, o termo em inglês eco-friendly significa ecologicamente amigável. De uma maneira mais detalhada, significa a adoção de políticas, procedimentos, regras e outros tipos de ações que buscam reduzir, minimizar ou eliminar qualquer tipo de impacto no meio-ambiente.

No meio corporativo, a adoção de práticas eco-friendly pode se estender por todos os processos que envolvem o funcionamento de uma empresa: na produção e entrega de produtos e serviços, nas rotinas de trabalho e nas instalações físicas.

A filosofia eco-friendly pode ser, sim, uma estratégia de marketing, principalmente porque hoje os consumidores valorizam e priorizam empresas com responsabilidade social. Mas é preciso cuidado para que essa estratégia não seja apenas de fachada e não se esquecer de que o termo tem, acima de tudo, uma dimensão ligada à sustentabilidade.

Justamente por isso, a Organização Internacional para Padronização, mais conhecida como ISO, graças aos seus populares certificados, desenvolveu diversos selos eco-friendly, baseados em padrões e princípios científicos, a fim de identificar corretamente as empresas que de fato adotam práticas sustentáveis na prática.

Como sua empresa pode se tornar eco-friendly

Como você pode ver, para ser de fato eco-friendly uma empresa deve alterar muitos de seus procedimentos e atender a alguns padrões estabelecidos internacionalmente.

Alguns procedimentos vão variar conforme o segmento de atuação da sua empresa. Por exemplo, uma indústria química terá que adotar algumas práticas serão diferentes daquelas requeridas para um supermercado. Além disso, pode ser necessário desenvolver um projeto técnico e ter o apoio de especialistas para se adequar às exigências do setor.

Ao mesmo tempo, há outras práticas que podem ser adotadas por qualquer organização e podem ser implementadas imediatamente, apenas com pequenas mudanças nas rotinas operacionais. Veja só:

Otimize o uso dos equipamentos

Evite deixar equipamentos em stand by, pois há consumo desnecessário de energia. Estimule os colaboradores a verificarem sempre se há aparelhos ligados sem serem utilizados e checar se tudo foi desligado antes de ir embora.

Aposte na durabilidade

Ao invés de trocar frequentemente mobiliário, eletrônicos e equipamentos em geral, procure investir em itens que terão durabilidade e, com isso, poderão ser usados o máximo de tempo possível. Com isso, você reduz a produção de lixo decorrente da substituição constante.

Mude os hábitos no dia a dia de trabalho

Quem tal diminuir o volume de impressões que são feitas diariamente no seu negócio? E melhor, que tal usar softwares que otimizam a impressão, reduzindo a quantidade de tinta e de papel necessários nesse processo?

Outra mudança que pode fazer muita diferença é abolir os copos descartáveis usados pra água ou pro cafezinho. Estimule os colaboradores a levarem suas próprias canecas. Elimine também as máquinas de lanches e bebidas, que gastam energia, e estimule lanches coletivos. Além de economizar recursos, você promove a interação entre os funcionários.

Mude também o modo de produção de cartões de visita, panfletos e cartazes promocionais e quaisquer outros materiais impressos que levem a marca da sua empresa. Avalie se é possível deixar de produzir algum deles ou ao menos reduzir sua produção. E para produzir aqueles que realmente são indispensáveis, contrate gráficas que usam materiais sustentáveis, como papéis reciclados e tintas menos agressivas.

Neutralize as emissões de carbono

Diversas atividades geram impacto no ambiente e emitem carbono, responsável pela poluição. Para reduzir os danos causados, você pode investir na neutralização de emissões de carbono, que cnosiste numa equação relativamente simples. Descubra qual a quantidade de carbono emitida pela sua empresa e quantas árvores devem ser plantadas para compensar esse impacto.

A Use Louro se orgulha de ser uma empresa Eco-Friendly

Temos o orgulho em dizer que aliamos a qualidade dos nossos produtos à nossa preocupação com o meio ambiente e o bem estar. Graças a isso, a Lorenzetti Química conquistou o selo de Carbono Zero, tornando-se uma das pioneiras neste setor a reter toda a emissão de gases. Esta preocupação está intimamente ligada à consciência de conservação do nosso planeta, livrando as gerações futuras dos problemas ambientais causados pelas emissões de gases que contribuem diretamente para o efeito estufa.

Além disso, em parceria com a instituição PRIMA – Mata Atlântica e Sustentabilidade, nós assumimos o compromisso voluntário de aplicar a ferramenta internacional GHG Protocol. Nós fizemos um inventário de gases emitidos durante todo o processo de produção e plantamos o número de árvores nativas da Mata Atlântica necessárias para a devida inertização do carbono emitido.

Acreditamos que o plantio de árvores é sempre a melhor estratégia ecológica para a compensação das emissões. O reflorestamento recupera a biodiversidade, reequilibra o ciclo da água, realimenta os lençóis freáticos de microbacias, evita a erosão do solo, regulariza a temperatura de pequenas microrregiões, entre muitos outros benefícios.

A certificação recebida pela empresa é componente da nossa responsabilidade socioambiental. A outorga é resultado do merecimento da Lorenzetti por cumprir todas as etapas metodológicas apresentadas pela certificadora PRIMA.

Conheça mais sobre os 20 anos de história da Use Louro.

Deixe um comentário:

Newsletter

Receba todas nossas novidades